Padre Robson do Divino Pai Eterno fará missa em São Joaquim da Barra

3661

“Cem anos de vida, história e de fé”, este será o tema da visita Imagem Peregrina do Divino Pai Eterno no encerramento das comemorações do centenário da Paróquia São Joaquim da Barra. A celebração solene, que acontece no dia 26 de julho, terça-feira, às 19h30, no Recinto de Festa da Soja, conhecido por Tancredão, em São Joaquim da Barra (SP), será presidida pelo Padre Robson de Oliveira, reitor do Santuário Basílica do Divino Pai Eterno, localizado em Trindade (GO).  A expectativa é reunir dez mil fiéis para acompanhar a celebração e a visita da Imagem Peregrina do Divino Pai Eterno. São Joaquim é padroeiro do munícipio e guarda o dia como feriado municipal.

A paróquia está em festa. Paroquianos, grupos de cânticos, liturgia e pastorais estão empenhadas na organização da Santa Missa. O pároco Padre Paulo Tavares de Brito destaca que será um momento positivo para encerrar as comemorações jubilar, que teve início em março. “A presença da visita da Imagem no centenário significa a presença do Pai Eterno, que sempre abençoou esta rica e história da presença da Santa Igreja Católica em São Joaquim da Barra,” disse o pároco.

Padre Paulo destaca que a igreja católica em São Joaquim da Barra vem crescendo e realizando diversos trabalhos sociais junto às comunidades, entre eles, os trabalhos de catequese, trabalhos sociais como o da Pastoral do Menor que atende mais de 80 crianças, o Fraterno Auxílio Cristão (Fac), trabalhos com o esporte na escola de futebol Marianos na Lapa, que atende 300 crianças carentes, dando-lhes uma oportunidade em participar de um projeto esportivo grátis.

O padre diz que levar a Imagem Peregrina no centenário ainda atende uma solicitação da comunidade, que tem demonstrado muita devoção ao Pai Eterno, principalmente pelas novenas que são rezadas pelo Padre Robson na Rede Vida de Televisão. “Muitas pessoas saem da cidade em caravanas para Trindade, já outras ainda não tiveram essa oportunidade e querem conhecer a devoção, então, trazemos o padre Robson para celebrar conosco esta festa”, ressalta.

Conheça mais o Pe. Robson:

Padre Robson de Oliveira Pereira, membro da Congregação dos Missionários Redentoristas (o mesmo grupo que atua no Santuário de Aparecida – SP), é reitor do Santuário Basílica do Divino Pai Eterno desde dezembro de 2003. Nasceu em Trindade, Goiás, no dia 26 de abril de 1974. Entrou para o Seminário aos 14 anos e se tornou sacerdote aos 24 anos. Depois de exercer dois anos de trabalhos na Pastoral de Vocações e na formação de jovens para a vida religiosa no seminário, foi para a Irlanda e depois para Roma, onde fez seu mestrado em Teologia Moral pela Universidade do Vaticano. Tem quase uma centena de artigos publicados falando sobre temas diversos e orientando para a vida ética e cristã.

Ao voltar de Roma, sentiu a necessidade de fazer a devoção ao Divino Pai Eterno ser mais difundida e, por isso, conquistou espaços na televisão: regional – TV Brasil Central – por meio de missas semanais onde se reúnem mais de 5 mil fiéis; e, depois, em nível nacional, pela Rede Vida. Foi com a “Novena dos Filhos do Pai Eterno” pela TV que o padre e sua equipe conquistaram o carinho e a emoção do povo de todo o Brasil com suas pregações e preces falando sobre temas que atingem o cerne da vida humana. No início de 2009, o padre começou comandar mais uma novena em rede nacional: a Novena do Perpétuo Socorro.

Amado por muitos católicos, ele também é bem quisto por inúmeros evangélicos que lhe escrevem elogiando o trabalho missionário pela TV com as novenas. Tem recebido milhares de testemunhos de conversões e graças alcançadas por novos fiéis em todo o Brasil e até mesmo no exterior.

 História da Devoção

 A devoção ao Divino Pai Eterno em Trindade-GO completa 171 anos, comemoração que motivou esta e outras visitas em todo o Brasil. A história narra que, por volta de 1840, um casal chamado Constantino e Ana Rosa Xavier encontrou, enquanto trabalhavam na lavoura, um medalhão de barro de aproximadamente 8 cm com a estampa da Santíssima Trindade coroando Nossa Senhora. Beijaram a imagem, levaram-na para casa e a notícia rapidamente se espalhou juntamente com a sucessão de milagres. Começou-se então a comemoração festiva com a novena que culmina sempre no dia da Grande Festa, no primeiro domingo do mês de julho.

Fonte: Assessoria de Imprensa do Santuário Basílica/site: www.paieterno.com.br