"Infidelidade financeira" atinge quase metade dos casais, diz pesquisa

259

infideleidade

Quase metade dos homens e mulheres mente para seus parceiros quando o assunto é dinheiro, mostra pesquisa feita pelo site Today.com em conjunto com a revista “Self“, ambos americanos.

A pesquisa, feita pela internet com 23 mil pessoas, mostra que 46% delas mentem para seus parceiros sobre dinheiro. Entre práticas mais comuns estão esconder compras no fundo do armário e retirar dinheiro da conta conjunta sem o parceiro saber.

Ainda segundo a pesquisa, 60% dos homens e mulheres acham que mentir sobre dinheiro é um tipo de infidelidade. Para 66%, a honestidade sobre as finanças é tão importante quanto se manter monogâmico. Para 33%, a infidelidade financeira pode levar à infidelidade sexual.

Mulheres mentem mais

O estudo mostra que as mulheres são mais propensas do que os homens a guardar segredos sobre dinheiro. As mentiras mais comuns contadas por elas estão relacionadas a compras, como fingir que os produtos estavam em promoção.

Cerca de 32% das mulheres disseram ter escondido compras do parceiro, enquanto 17% dos homens fizeram a mesma afirmação. Mais de 25% das mulheres disseram fingir que algo era velho para o marido, quando na verdade era uma compra nova. Para efeito de comparação, 8% dos homens disseram já terem feito a mesma coisa.

Segundo a pesquisa, 10% das mulheres confessaram terem contas bancárias secretas ou cartões de crédito escondidos dos maridos.

Discordância sobre o assunto

Mais de 34% dos homens e mulheres que guardam segredo sobre o assunto dizem que fazem isso porque não concordam com o parceiro sobre a forma de gastar dinheiro.

O resultado a infidelidade financeira foi devastador para alguns casamentos: 13% dos entrevistados disseram que se divorciaram ou faliram por causa de seus hábitos secretos.

Fonte: Uol