LATERAL1

10 dicas para manter o namoro

Dica 1: Pare de viajar. Namore no presente

Planos, planos e mais planos. Você e seu gatinho(a) estão apaixonadíssimos, mas isto não quer dizer que a data do casamento já esteja marcada. Comprar um carro juntos daqui a dois anos, viajar para a Europa em 2004, filhos… Evite fazer planos deste tipo.

O namoro está começando agora, você está caidinha(o) por ele(a) e gostaria que isso durasse para sempre. Pode ser que dure, pode ser que não. Nós nunca sabemos o que se passa na cabeça dos outros. Às vezes, seu amado(a) pode se sentir pressionado(a) e, como conseqüência, pular rapidinho deste mar de rosas e promessas.

Como ninguém sabe o que vai acontecer, a melhor coisa é aproveitar o aqui e agora. Planeje programas para hoje, para amanhã, para o próximo final de semana. Se for impossível deixar de lado todos estes planos que povoam sua cabeça, tente maneirar para não assustar o garoto(a).

Ao invés de esperar cinco anos para colocar em prática um roteiro romântico, surpreenda seu namorado(a) com passeios rápidos e diferentes. E nem precisa ir tão longe. Com certeza há vários lugares em sua cidade que podem propiciar um romântico passeio e render vários beijos gostosos e reais…

Dica 2: Elogie, elogie, elogie…

Quem não gosta de receber elogios? Da mãe, do tio, da amiga, do pedreiro da esquina… Todo mundo adora! Então, já que isto é unanimidade, aproveite e encha seu namorado(a) de frases do tipo: “Que calça linda”, “Adoro seus olhos”… Essas declarações valem ouro.

Todo mundo gosta de ser valorizado e que os outros notem suas qualidades (principalmente se os elogios partirem do amado). Quando você diz que admira alguma coisa nele(a), está dizendo que está apaixonada(o) sem precisar da frase solene “eu te amo”, que, às vezes, faz o clima ficar um pouco pesado. Ah, mas só valem elogios sinceros, viu?

Dica 3: Conquiste todos os amigos

Somos seres extremamente influenciáveis. Seu namorado(a) não é diferente. Se os amigos dele(a) acharem você horrorosa(o), chata(o), antipática(o) e sem-graça, as chances deste namoro continuar ficam bem reduzidas.

Além da opinião sincera dos amigos (tenha a certeza de que eles vão meter a boca no trombone se te acharem insuportável), rola muito ciúme quando um dos membros do grupo “se arranja”. Esta é uma situação delicada, que exige uma estratégia especial.

Você jamais deve declarar guerra a esses colegas. O melhor a fazer é encontrar um meio termo: não ficar distante, mas também não virar carrapato e parecer uma intrusa(o). Seja simpática(o) e companheira(o), converse e se divirta junto com eles. Mas não esqueça o termômetro do bom senso. Cuidado para eles(as) não acharem que sua atenção é insinuação… Lembre-se: o intuito não é que eles se apaixonem por você, senão surgirão mais problemas que soluções.

Dica 4: Espelho, espelho meu

A aparência é importante. Não é porque você já o(a) conquistou que vai relaxar. Imagine a cena do marido barrigudo assistindo televisão ou da mulher grudenta de óleo de cozinha… Nada agradável, não? Não precisamos exagerar, mas se cuidar é essencial tanto para o seu namoro como para a sua vida, em geral.

Entretanto, não passe dos limites. Não é preciso se enfeitar demais em todas as ocasiões. Para sair no sábado à noite, por exemplo, tudo bem usar uma roupa especial ou um perfume delicioso. Mas, nos outros dias, jeans e tênis é um jeito simples e legal de ficar bonita(o).

Nunca se esqueça que os cuidados vão além do que você vê no espelho. Procure ser uma pessoa interessante, cheia de novidades e assuntos legais para conversar. A sua personalidade conta mais pontos do que um pescoço cheiroso ou um vestido cravejado de diamantes.

Dica 5: Deixe (ou não) barato

Um dia você se ligou que ele(a) deu uma desculpa muito da esfarrapada. Isto aconteceu numa bela tarde de domingo quando ele(a) simplesmente deu o cano no aniversário da sua mãe e disse que estava com dor de dente. Calma. Não fique desesperada(o) por isso, achando que ele(a) mente para você o tempo todo. Talvez ele(a) estivesse com vergonha de ir à festa e achou indelicado dizer a verdade. Espere ele(a) falar e não se intrometa em tudo.

Mas se ele(a) for mal-educado(a) e te deixar, muitas vezes, em segundo plano, não engula sapos à toa. Ele(a) mente direto? Não deixe passar em branco. A gente deixa passar uma, duas, mas tem limite. Está na hora de ter uma conversa séria, pois, assim, não vale a pena namorar.

Você não vai morrer se terminar (mesmo que ache que vai, diga isso a ele(a) para pressionar um pouquinho…). Esse remédio é do tipo que mata ou cura. Tomara que seja a segunda opção, mas, se não der, relaxe e pense se era legal ter uma pessoa mentirosa e mal-educada ao seu lado.

Dica 6: Pense bem e apresente os amigos certos

É claro que, com o tempo, ele(a) vai acabar conhecendo todas as suas amigas(os). Mas vamos falar das primeiras semanas de namoro. Pense bem nas coleguinhas que você vai apresentar. Talvez não seja uma boa idéia escolher aquela que está saindo de uma crise de depressão agora.

E, com certeza, é melhor você deixar a sua amiga top model ou o seu amigo sarado que brigou com a namorada para o fim da lista. Mais uma coisa: não faça pressão para
ele(a) se enturmar logo com todo mundo. Estes amigos, que você conhece há anos, nunca fizeram parte da vida do seu namorado(a). A empatia surge aos poucos, mas, às vezes, alguns gênios não se cruzam e, nestes casos, não adianta forçar a barra.

Dica 7: As festas de família

Para ele(a), conhecer os seus pais já não é uma experiência muito tranqüila. Imagina encontrar de uma vez só os primos, tios, avós e madrinhas… E, pra ajudar, seus parentes vão ficar olhando para ele(a) com aquela cara de “então é esse o tal namorado(a)”.

Se tiver uma celebração muito importante, como o casamento da sua irmã mais velha, convide o garoto(a), mas, se vocês estiverem no segundo dia de namoro, talvez ainda não seja a hora de colocá-lo na forca deste jeito.

Dica 8: Namoro também tem feriado

Um situação hipotética: vocês namoram há um mês. Quantos dias você deixou de ligar pra ele(a)? Se a resposta foi nunca, é recomendável que você leia todas as dicas, pois seu namoro corre um grande risco de sumir no ar.

Não é porque vocês estão namorando que precisam se ver todo dia e falar ao telefine a cada vinte minutos. Se numa noite, ele(a) telefonar dizendo que vai dormir cedo, sair com amigos ou estudar, fique tranqüila(o). Ligue para as suas amigas ou amigos (aqueles que andam reclamando que você sumiu, sabe?) e combinem um cineminha.

E, se o celular dele(a) der caixa postal, ou ele não telefonar até as 23h, não ligue desesperada(o). No dia seguinte será uma delícia matar as saudades.

Dica 9: Não namore a família

É ótimo chegar na casa do namorado(a) e não se sentir enjaulado, encurralado e desesperado. É assim que muitas pessoas ficam quando a sogra(o) está presente no recinto. Mas há o outro lado: há aqueles que se dão tão bem com as cunhadas, sogro e papagaio, que até esquecem quem é realmente o namorado.

Sair com a sogra para comprar ovos de Páscoa, para ir no chá de bebê da tia avó, conversar com as cunhadinhas pelo telefone e ficar íntima da família toda pode deixá-lo(a) se sentindo vítima de uma conspiração. O menino(a) pode imagimar que você está criando uma rede de espiãs dentro da casa dele. O que, às vezes, é verdade…

Dica 10: Não escancare a sua vida

Um relacionamento não suporta muitas mentiras, mas “esquecer sem querer” de contar algumas coisas, tudo bem. Não é para esconder do seu namorado(a) que você já ficou com outros garotos(as), mas também não precisa contar todos os detalhes daquele gato(a) maravilhoso(a) que te agarrou no último carnaval.

Às vezes, adoramos fazer essas coisas só para nos super valorizarmos, tipo: “você não é o único(a), seu bobo(a)”. Cuidado, pois essas atitudes podem ter um resultado contrário ao que você deseja.

Não precisa forçar a barra contando como aquele menino(a) beija bem, daí, ao invés do teu namorado(a) te achar o máximo, ele vai mandar você catar coquinho… Saiba dosar suas revelações pessoais.

Fonte: Ideal Dicas

 

Notícias Relacionadas

Envie um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *